sábado, 30 de outubro de 2010

Cérebro das mães cresce

é desta que quero ter gémeos se cresce assim deve ser a dobrar!!!

O cérebro das mulheres expande-se, em certas áreas, nos meses seguintes ao nascimento de um filho. As alterações hormonas possibilitam essa expansão, que pode explicar aquilo a que chamamos instinto.

Nos primeiros meses de vida de um bebé, o tamanho do cérebro das mães aumenta. É a conclusão de uma investigação realizada na Escola de Medicina da Universidade de Yale. Ao que parece, o cérebro é estimulado pelas alteraçãoes hormonais que se registam após o parto. Os investigadores verificaram que existe uma verdadeira expansão em áreas do cérebro relacionadas com a motivação e o comportamento e que essa expansão é mais significativa nas mulheres que estão especialmente entusiasmadas com os seus bebés.
Estes resultados levam os especialistas a pensar que o desejo sentido pelas mães de cuidar do bebé resulta mais de processos de construção cerebrais do que daquilo a que chamamos instinto.
Na idade adulta, a massa cinzenta não costuma sofrer alterações, no espaço de poucos meses, sem que exista um grande processo de aprendizagem, uma lesão ou doença ou uma mudança significativa no ambiente.
O aumento nos níveis de estrogénio, ocitocina e prolactina pode ser o segredo que permite ao cérebro das mães uma maior capacidade de reformulação, em resposta às solicitações do bebé.
Os investigadores avançam também que as mães que sofrem de depressão pós-parto podem sofrer uma diminuição de tamanho nas mesmas áreas do cérebro onde normalmente ocorre uma expansão
Mais investigação nesta área pode levar ao desenvolvimento de tratamentos para esses casos.
O estudo foi publicado no jornal Behavioral Neuroscience.

 

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

PESO...


como sabem e  muitas hormonas depois, o meu corpo alterou-se, uiii uiiii e de que maneira minha nossa!!
nunca fui uma top model mas, minha nossa, fiquei literalmente uma "lontra"...grrrrr 84kg, até doi só de escrever!! tudo bem que sou alta mas mesmo assim esta demais!!!

decidi em Agosto fazer algo por mim para variar, e inscrevi-me no ginásio, e tenho seguido os treinos religiosos, vou 4 dias por semana e ao fim de semana tento também por me a mexer!!!
som isto perdi alguns cms e peso também!!!

no 1ºmês foram mais cms que peso:
- 12cm no total, perdi mais no peito e costas (5cm)
-  4,5kgs fiquei com 79,5kg
- 0,4% de MG tinha 38% (muito mesmo!!!)

no 2º mês foram kgs e % MG:
-3,6% de massa gorda (agora tenho 34%)quase no normal!!
-3,5kgs já estou com 76kg!!
vamos ver se até ao natal chego aos 70kg!!!
e para 2010 chegar aos 60kg!!!

não era assim mas para lá caminhava mais uns 20 kgs e estava lá!!!

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

voltei...

ola amigas "virtuais" que muitas vezes são a minha inspiração!!

após um retiro espiritual, não, não me converti ao budismo, lol...
apenas me quis afastar por um tempo para pensar melhor no que vamos fazer em seguida, e devido há conjectura global das nossas vidas e do mundo, vamos esperar até ao ano que vem, até porque o N. vai mudar de turnos e quem sabe se regulariza mais o organismo...

a ver vamos, mas também já andamos mais no relax sem pressões e sem pressas, quando for será :))

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Almofadas perigosas


Acessórios para manter o bebé na posição mais segura para dormir são, afinal, perigosos.

As almofadas próprias para manter o bebé na posição mais segura para dormir, durante os primeiros meses, são perigosos e devem deixar de ser usados pelos pais.
A associação de consumidores americana CPSC e a FDA (Food and Drug Administration) lançaram o alerta depois de concluirem que estes acessórios de puericultura estão associados a mortes e a situações de risco. Assim, devem ser retirados do mercado para que os bebés tenham um sono seguro. Nos últimos 13 anos, as autoridades de saúde americanas registaram 12 mortes de bebés que sufocaram devido a produtos que prometem maior segurança durante o sono. Outros casos há de situações complicadas, mas que não chegam a ter como consequência a morte. E também relatos de pais que encontraram os filhos em posições perigosas devido à presença da almofada.
Apesar de muitos destes acessórios para o sono terem tido aprovação da FDA ao longo dos anos, agora, face aos números, aquele organismo oficial considera que os riscos são maiores do que os benefícios. Estes últimos não têm sido, de resto, demonstrados cientificamente.
Assim sendo, a FDA comunicou directamente com as empresas que produzem as almofadas, pedindo-lhes que deixassem de comercializá-las. Algumas já deram resposta positiva. Mas muitas outras não chegaram a ser contactadas, porque não estão sob o controlo da FDA - se o produto não é anunciado como tendo benefícios para a saúde não tem de passar pela aprovação daquela autoridade.
No Reino Unido, Mothercare e Tesco já retiraram os produtos do mercado, na sequência da nova recomendação.
O alerta agora lançado foi subscrito pela Academia Americana de Pediatria que, em comunicado, fez saber que também considera as almofadas para manter a posição um risco para a vida os bebés.
Na página da APSI (Associação para a Promoção da Segurança Infantil), a recomendação vai no sentido de deitar o bebé de costas sem almofadas ou brinquedos, para evitar o risco de asfixia, ou, mais tarde, para que não possam servir de degrau e provocar uma queda.
 

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

fim de semana pra esqucer...


bem este fim de semana foi mesmo para esquecer!!
Sabado foi o se viu, parecia o poltergheist ou aliens em acção, ia me esventrando de tanto vomitar...iac...
Domingo acordei com dores de cabeça, aliás deitei-me com dores de cabeça e acordei com ELAS!!!
só melhorei há tardinha, resumindo foi fim de semana de cama!!

sábado, 2 de outubro de 2010

azia...

estou com uma azia...
minha nossa desde ontem que estou assim sempre que como qualquer coisa fico mal disposta!!!
hoje de manhã até vomitei...bem que conversa...sorry...
é o que se chama uma porcaria de conversa ;))

Fertilidade a aumentar...


.
isto tem andado  numa roda viva!!!
Parece que a fertilidade atacou a empresa...temos 3 grávidas e mais 3 com os seus bébés lindo já nascidos!! isto é que é aumentar a natalidade!!
esta quinta fui visitar o Noah, esta LINDO!!! e tão crescido, uma fofura linda, também com uns pais tão queridos só podia! parabés M. e L.

a ver se esta onda de fertilidade vem na nossa direcção ;)))

sábado, 25 de setembro de 2010

Quantos queres?

eu se pudesse tinha gémeos!!
logo 2 de uma vez só ;))) 


Quase metade dos pais portugueses teria três filhos, se pudesse. E quase um quarto teria quatro ou mais.
 
Se pudessem decidir sem constrangimentos, os pais portugueses teriam mais filhos do que têm na realidade. O inquérito IOL Mãe, que esteve on line durante um mês, revelou que quase metade dos pais e mães que responderam (47,4 por cento) teria três filhos se pudesse tomar essa decisão sem constrangimentos de qualquer espécie. 23,3 por cento optaria mesmo por ter quatro ou mais filhos - um grupo de dimensão idêntica ao que engloba aqueles que decidiriam ter apenas duas crianças (24 por cento). Quanto ao filho único, é a opção ideal apenas para cinco por cento dos pais.

A taxa de natalidade em Portugal situa-se em 1,3 filhos por mulher, longe dos 2,1 necessários para a reposição da população. Em 2007 a descida desta taxa atingiu mínimos históricos que não se verificavam desde 1918. Morreram mais mil pessoas do que o número de bebés que nasceram. Em 2008 houve um crescimento de dois por cento, mais dois mil nascimentos do que no ano anterior. Mas, devido à crise, ao desemprego e insegurança no trabalho, especialistas em demografia não esperam que esse crescimento se mantenha em 2009 e inaugure uma tendência.

Apenas 17 por cento espera ter o número de filhos desejado
Os números do inquérito IOL Mãe, apesar de não diferenciarem idades nem sexo dos inquiridos, vêm ao encontro dos resultados de uma grande sondagem realizada este ano pela Netsonda, a pedido da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas.

Segundo este estudo, em que apenas as mulheres foram ouvidas, o número desejado de filhos é francamente superior a 2.1 em todas as faixas etárias: mais de 50% das jovens entre os 18 e os 24 anos gostaria de ter três ou mais filhos; e um quarto das mulheres até aos 30 anos gostaria de ter quatro ou mais. Mas apenas 17 por cento acredia poder vir a realizar esse desejo.

As razões para esta discrepância entre o sonho e a realidade estão, segundo as mulheres que responderam, nas dificuldades financeiras, no desejo de quererem dar aos filhos mais do elas próprias tiveram, e na dificuldade em conciliar a maternidade com o trabalho. Algumas mulheres referiram que teriam problemas no emprego se ficassem grávidas.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

De volta...

pois é tirei umas férias....
de trabalho...
de contagem dos dias...
de hormonas...
de periodos ferteis....

já começava a desesperar e não me sentia nada bem com isto tudo.
afinal já lá via um ano a Tentar e NADA!!!

chega de tanto stress de todos a perguntar então NOVIDADES??
se tivesse novidades já tinha dito não acham????
decidi deixar andar e se for será mas naturalmente nada de stress.
voltei agora mais descansada e com forças para continuar este blog, mas de uma maneira mais cool e sem stress, vou falar mais de mim e de nós, deixar esta luta de lado, e pensar positivo, que vamos lá chegar um dia!!!

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

O risco de intoxicação por paracetamol

 achei importante partilhar com todas as mamãs!!


Quase dois terços dos adultos dão doses erradas de medicamento. Apenas 14 por cento toma as decisões correctas: quando e quanto dar.


Muitas crianças correm o risco de overdose medicamentosa devido a falta de preparação e cuidado dos pais. O alerta é dado por investigadores australianos que avaliaram a forma como os pais medicam os filhos. Os resultados do estudo saõ apresentados hoje em Lisboa, no congresso da Federação Farmacêntica Internacional.

As crianças com menos de cinco anos são as mais expostas ao risco de sobredosagem - pois um erro em doses pequenas leva a desvios maiores do que em doses grandes - e os medicamentos em forma líquida (xaropes) os mais susceptíveis de permitir enganos por parte dos pais. O uso de colheres vulgares em vez das que acompanham o medicamento é uma das razões que conduz a falhas. Durante a investigação, 97 adultos (53 mães, sete pais e 37 profissionais de creches e jardins de infância) disponibilizaram-se para revelar como medicam as crianças numa situação de doença. Os adultos tinham recorrido ao Centro de Saúde por problemas vulgares.
Verificou-se que 61 por cento dos adultos deram doses incorrectas de medicamento, por convicção - 17 por cento por excesso e 44 por cento por defeito. 25 por cento não mediram correctamente a dose que pretendiam dar à criança.
Foi feito um questionário em que os adultos eram postos perante uma série de cenários e tinham de responder qual a decisão que tomariam em cada um deles, escolhendo entre vários medicamentos comuns - para baixar a febre e anti-inflamatórios - mostrando a dose que ofereceriam e quando.
Outro dado relevante é que 46 por cento dos adultos administra antipiréticos, como paracetamol, sem que a temperatura da criança tenha atingido os 38 graus. E sete por cento dá o medicamento, sem mesmo medir a febre. Apenas 14 por cento dos adultos tomaram as decisões correctas perante os cenários apresentados.
A autora do estudo, Rebekah Moles, da Universidade de Sidney, alerta para os perigos e para a frequência da dosagem incorrecta de medicamentos. Os adultos substimam os efeitos dos remédios usados vulgarmente para baixar a febre pelo facto de poderem ser comprados sem receita médica.
Mas a sobredosagem por paracetamol durante vários dias seguidos pode ter consequências graves a nível hepático. O seu efeito tóxico para o fígado é há muito conhecido pela comunidade científica.
Os investigadores consideram que a Austrália não é um caso especial nesta questão e que o mesmo se passará um pouco por todo os países onde o acesso aos medicamentos é fácil e livre. O facto de ser tomado pelas crianças não significa que seja inócuo, apesar de essa ideia errada ser frequente.
O Reino Unido restringiu, há alguns anos, as dosagens e a dimensão das embalagens de medicamentos com paracetamol pois verificou que o número de mortes por intoxicação com esta substância era indissociável da sua venda livre acessível em locais fora das farmácias.
 

terça-feira, 31 de agosto de 2010

perde PESO.....uma META!!!

decidi por termo a estes quilos que se acumularam depois dos tratamentos, e inscrevi-me num ginãsio mais preciasamente no Vivafit, muitas devem conhecer de certeza...bem com tudo isto tenho me sentido bem melhor e sem tempo para pensar em coisas parvas!!
e como +e verdade que quanto menos peso tiver melhor para engravidar vou começar nesta luta  " LESS IS MORE!" 
deixo aqui uma noticia sobre isto.


Dieta importante antes mesmo de engravidar!!!
A saúde e dieta da mãe no período anterior à concepção deixa memórias genéticas no feto, que se manifestarão mais tarde em propensão para certas doenças, se houver desequilíbrios.
Já era conhecida a importância da dieta da mãe, durante a gravidez, para a saúde do bebé que vai nascer. Um estudo recente foi mais longe e mostrou que também é determinante a dieta que a mulher faz dias antes de engravidar. O seu estado de saúde nos dias e semanas anteriores à concepção copndicionam a saúde do futuro bebé, não só na sua infância, mas também na idade adulta. Os nutrientes ingeridos, a quantidade de proteínas e os níveis de gordura podem provocar alterações epigenéticas no embrião e no feto. Essa influência terá impacto na sua saúde a longo-prazo.

As alterações moleculares podem não se revelar durante muitos anos, mas ficam registadas e desde a concepção e dão origem a problemas futuros. Foi o que ficou demonstrado em experiências com ovelhas e com ratos. Ou seja, começar a tomar suplementos vitamínicos ou a ter cuidados especiais com a dieta apenas quando é conhecida a gravides tem benefícios, mas pode ser demaisado tarde em alguns aspectos.

Verificou-se por exemplo, em experiências com ratos, que aqueles que nasciam de mães que consumiram níveis baixos de proteínas, no período imediatamente após a concepção, quando se dá a divisão celular do ovo, tinham, mais tarde, crescimento deficiente, doenças cardiovasculares, tensão arterial elevada e eram mais agitados. Estes ratos cresciam maiores, absorvendo mais nutrientes do que o necessário, como que tentando compensar as carências do período gestacional.
As alterações no genoma podem manifestar-se em qualquer altura, consoante o impacto ambiental na experssão dos genes ao longo do tempo. Um dos períodos mais críticos é a concepção e a gestação, quando as memórias epigenéticas são criadas, formando propensão para certas doenças mais tarde na vida. Essas memórias mantêm-se «dormentes» até que factores ambientais as fazem manifestar-se, mais cedo ou mais tarde.

Os resultados do estudo, realizado por uma equipa da Washington University School of Medicine, e apresentados no encontro anual da Sociedade para o Estudo da Reprodução, que teve lugar em Pittsburgh, no final do passado mês de Julho.
 

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

iphone ajuda a engravidar

esta tinha de publicar ele há casa uma minha nossa!!

Lena Bryce tentava há quatro anos, sem sucesso, ficar grávida. O iphone ajudou-a!


Segundo o Daily Mail, o casal já estava a ponderar recorrer a tratamentos de fertilidade ou mesmo a adopção. Depois de quase perderem a esperança, Lena e o marido resolveram dar uma oportunidade à tecnologia.
Depois de receber o iphone no seu 30º aniversário, Lena fez o download de uma aplicação que permite calcular o período fértil através da introdução diária da temperatura do corpo. «Eu escrevi ficar grávida e fiz o download de cinco aplicações», disse a mãe ao The Sun. Foi o «Free Menstrual Calendar» que a ajudou, indicando o pico de fertilidade.

Após dois meses de tentativas, finalmente engravidou. Na passada sexta-feira deu à luz uma menina, Lola, que nasceu no exacto dia que a aplicação previu. Já há quem lhe chame o primeiro «bebé apple». Além da calculadora de ovulação, há outras aplicações populares entre as mães utilizadoras do iphone: calendários da gravidez, ferramentas que revelam o desenvolvimento do bebé (existe uma que faz comparações com peças de fruta para se ter uma noção mais exacta do tamanho), outras que calculam a data provável do parto e outras ainda que ajudam a decidir os alimentos imprescindíveis e aqueles que devem ser evitados. Já para o trabalho de parto, é útil a aplicação que permite fazer o registo do intervalo e duração das contracções. É possível até enviá-lo por e-mail para o médico!

domingo, 29 de agosto de 2010

Já conhece o choro do seu bebé?

estava eu no outro dia a falar com umas colegas sobre os choros dos bébés, e claro cada um tem uma ideia diferente, então encontrei isto, partilho com voçês!
beijokas a todas e espero que o fim de semana tenha sido bom!!

 
Aprender a reconhecer as causas do choro do bebé, nos primeiros meses de vida, é um dos grandes desafios que os pais enfrentam. Damos-lhe uma ajuda.

Eliminar hipóteses é a melhor maneira de descobrir a razão do choro. Pelo menos enquanto ainda não se consegue distinguir as diferentes formas de chorar. Mas lembre-se: é normal que o seu bebé chore. Se entrar em stress porque ele está a chorar estará a dar-lhe mais razões para chorar. Tranquilidade e muito mimo são as melhores técnicas para acalmar um bebé. Sempre com a consciência de que, por vezes, ele tem mesmo de chorar - seja porque tem cólicas ou porque tem sono, ou porque foi sujeito a demasiados estímulos. Se lhe responder com desespero ou impaciência, a situação só tende a piorar.
DESCONFORTO, frio ou calor
A primeira razão que devemos eliminar é algum desconforto. Pode estar cansado de estar há muito tempo na mesma posição, nesse caso é fácil, se lhe pegar um pouco ou o mudar de posição no seu colo, deixará de protestar. Mas o desconforto pode vir de outras causas, como fralda suja, frio ou calor. Por vezes mudar a fralda, mesmo que não esteja a precisar é suficiente para que se acalme, ficar com os movimentos mais livres, fazer um pouco de «ginástica» com as pernas pode ser o que está mesmo a apetecer. Verifique se o bebé está a transpirar e dispa-lhe uma peça de roupa, se for o caso. Ou aconchegue-o numa mantinha, se lhe parecer frio. Outro pormenor a que deve ter atenção: por vezes, os botões da roupa ou mesmo as costuras e etiquetas podem estar a incomodar o bebé. E todos sabemos como isso pode ser irritante.

FOME ou sede
As mães costumam conseguir reconhecer rapidamente o choro de fome do seu bebé. Se está a dar de mamar, oferecer leite ao bebé, costuma ser uma boa forma de o acalmar. Mesmo que lhe pareça que ainda é cedo para ter fome, há bebés que fazem horários muito regulares, experimente dar a mama, pois mamar um pouco tem efeitos calmantes para além dos nutricionais. A sede também pode fazer o bebé manifestar-se e nesse caso o primeiro leite que sai quando o bebé começa a mamar tem maior percentagem de água, precisamente para hidratar o bebé. Sobretudo quando as temperaturas são mais elevadas, pode ser necessário mamar mais vezes. NECESSIDADE DE CONTACTO FÍSICO
Necessidade de contacto físico pode ser uma das causas do choro do bebé. Há quem lhe chame «manha», há quem defenda que os pais não podem atender a todos os pedidos dos bebés. Mas quando se trata de bebés de poucos meses, a necessidades de contacto físico é grande e o facto é que às vezes precisam de colo para se sentirem seguros. Responder às necessidades do bebé é estar a dar-lhe condições para que cresça confiante. As crianças não se tornam mais dependentes por isso.
SONO e stress
Se o bebé continua a chorar, quando não existe nenhum desconforto, já lhe foi dada hipótese de mamar, e continua a chorar estando ao colo, pode ter sono. Quando as necessidades de sono não são supridas, os bebés ficam irritados, impacientes e, claro, começam a chorar. Oferecer as condições habituais para que ele durma tranquilo, não perturbar o seu ritmo pode ser o suficiente para que páre de chorar e, depois, a acorde bem disposto. Quando o ritmo de sono se altera, porque existe uma alteração nas rotinas, o bebé pode ter dificuldade em adormecer o que vai agravar ainda mais a situação. Ajude-o, com paciência, a voltar a encontrar a paz.
Cólicas
Se o bebé dormiu bem e os padrões de sono não foram alterados, se não tem fome, nem sede, nem calor, nem frio, e se ainda assim não pára de chorar, então a hipótese de ter alguma dor ou estar doente começa a ser plausível.
As cólicas afectam 20 a 25 por cento dos bebés entre as duas semanas e os quatro meses de vida. Quando é esta a origem do choro, os pais não costumam ter dúvidas. O bebé fica vermelho, contrai as pernas e os braços, a barriga fica dura. Há massagens específicas que ajudam a aliviar as dores das cólicas. Alguns bebés sentem alívio com um banho quente. O simples calor das mãos do pai ou da mãe podem dar algum conforto. Mas se o seu bebé tem cólicas, deve aceitar a ideia que às vezes ele não vai mesmo calar-se durante algum tempo. Nesse caso, não esteja sempre a tentar novas estratégias para acalmá-lo pois pode estar a fazer com que chore ainda mais pelo stress e pelo cansaço. Limite-se a estar com ele, dê-lhe calor e conforto. Baixe as luzes, diminua os ruídos. E espere que passe.
Outras dores ou sinais de doença
Se o choro se prolonga, se não é característico de cólicas e todas as necessidades do bebé estão satisfeitas, verifique a temperatura ou outros sinais de doença. Febre, gemidos, sono agitado, respiração acelerada, nariz congestionado, falta de apetite, falta de energia (não se movimenta como é costume) são alguns sinais que devem deixar os pais em alerta. Em caso de dúvida, ligue para a linha Saúde 24 (808 24 24 24 begin_of_the_skype_highlighting              808 24 24 24      end_of_the_skype_highlighting) ou contacte o pediatra.
 

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Concepção e Gravidez Depois dos 35

interessante este livro a ver se consigo encontrar!!! quem sabe pode ajudar.....nunca é demais uma ajudinha extra!!


Concepção e Gravidez Depois dos 35
Laura Goetzl

Explicações aprofundadas sobre a fertilidade e como aumentar as suas hipóteses de engravidar dando acompanhamento ao longo de cada trimestre, com especial atenção a temas como testes pré-natais e como lidar com o parto.
160 páginas | capa Mole | 235 x 180 mm
Conselhos sobre como lidar com as necessidades emocionais, desde gerir as relações familiares até combinar a maternidade com o emprego.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

O meu bebé está atrasado?


Vi esta reportagem enão pude evitar de publicar pois já ouvi muitas amigas a queixarem-se do mesmo, comparações..." o teu ainda não bem o meu já andava há meses com essa idade...e bla bla bla bla.... e como deve ser irriitante!!! 
 


Não o compare com o vizinho, respeite o seu ritmo e descontraia. Deixamos-lhe a idade média em que acontecem as principais aquisições. Mas é só uma referência. Para saber o que costuma acontecer em cada fase.

As comparações entre primos, vizinhos, colegas de creche ou irmãos são inevitáveis. «O seu ainda não gatinha? O meu já corre a casa toda!» Não há mãe ou pai que não ouçam comentários destes sem alguma preocupação. «Será que o meu bebé tem algum problema? Algum atraso de desenvolvimento?» As dúvidas começam a ensombrar-nos. Na maior parte das vezes, não se passa nada, claro! Cada bebé tem o seu ritmo e não vale a pena apressá-los. A personalidade também influencia as primeiras aquisições. Enquanto alguns bebés são calmos, descontraídos, contemplativos, outros têm muita pressa de crescer, querem agarrar tudo o que vêem, querem ver tudo o que está escondido e não descansam enquanto não chegam lá.
Isso não quer dizer que os primeiros tenham algum atraso. Apenas que têm outros interesses e formas de estar na vida. Evitar as comparações é um bom prícípio. Mas devemos estar atentos aos sinais que o bebé dá. Deixamos-lhe uma lista de aquisições e a média de idade em que acontecem. Isto não quer dizer que se acontecerem depois, existe algum problema. É apenas uma referência, para que os pais possam estar atentos a partir de certo limite.
Já sorri! - 2 meses
O primeiro sorriso acontece, em média, durante o segundo mês de vida, entre a 5ª a 8ª semana.. Falamos de um sorriso intencional, que denota o desejo de interacção por parte do bebé. Um sorriso que acontece durante uma conversa, uma brincadeira e um contacto visual directo com o pai ou a mãe. Os sorrisos durante o primeiro mês não são, normalmente, sorrisos de relação, mas sim reflexos de bem-estar.
A melhor maneira de estimular o sorriso do bebé é sorrir-lhe muito, claro.
Mas nunca é demais repetir: se o seu bebé já está no terceiro mês e ainda não sorriu não quer dizer que tem algum problema. Pode ser apenas uma questão de personalidade.
Já agarra objectos! - entre os 3 e os 4 meses
Em média, é a partir dos três meses que os bebés começam a esticar o braço para tocar em objectos que lhes despertam interesse. Depois é só fechar a mão e já está! Conseguem agarrá-los e depois começam a passá-los de mão para mão o que é muito divertido!
Comece por oferecer ao bebé o seu dedo para ele apertar, depois um objecto para o qual ele esteja a olhar. Encoste-o à palma da sua mão para que sinta a textura. Não tarda vai ser ele a querer ir buscá-lo.

Já fica sentado sozinho! - entre o 6 e os 7 meses
Se o seu bebé revela força para segurar a cabeça e se ergue o tronco apoiado nos braços quando fica deitado de barriga para baixo, provavelmente está preparado para começar a sentar-se sozinho. Comece a treinar encostando-o a várias almofadas. Também pode sentá-lo segurando-lhe nas mãos, para que vá aprendendo o equilíbrio. Já reage ao nome! - entre os 8 e os 10 meses
Provavelmente é a palavra que mais ouve desde que nasceu. Chega um dia em que o seu bebé irá virar a cabeça ao ouvir o seu nome. Significa que já sabe que estão a falar com ele. Se quer estimular esta aquisição, chame-o quando ele está distraído a brincar. Insista até ele se voltar.
Já gatinha! - entre os 8 e os 10 meses
Nem todos os bebés gatinham. E sabe-se que hoje há menos bebés a passar por esta fase. Isto acontece por passarem muito tempo sentados em cadeiras ou deitados. Um vez que hoje dormem virados para cima (porque nessa posição há menos probabilidades de acontecer Síndroma da Morte Súbita), também têm menos oportunidade para treinar a força do pescoço e das costas. Passar algum tempo de barriga para baixo é a melhor maneira de os bebés começarem a pôr-se de joelhos, em posição de gatinhar. E isso é o mais difícil. Depois até pode acontecer começarem por gatinhar para trás. Mas a verdade é que já têm mobilidade!
Já anda apoiado! - entre os 9 e os 11 meses
Apoiado nos móveis lá de casa ou na mão de um adulto, o bebé começa a dar os primeiros passos na vertical. É uma fase complicada, pois as quedas são frequentes. É preciso vigilância constante, pois pode querer apoiar-se em superfícies pouco estáveis. Como a toalha da mesa, por exemplo.
Já fica de pé sozinho! - entre os 10 e os 12 meses
Como dizem as avós, «já faz tem-tem!». Começam a ficar de pé sem qualquer apoio cada vez mais tempo, mas ainda não têm coragem de pôr um pé à frente do outro. Estão a treinar o equilíbrio. SE puser alguns brinquedos numa mesa baixa, isso vai estimular o seu bebé. Vai agarrar-se à mesa para se pôr de pé e já sabe andar apoiado nela. Mas vai ter de largá-la se quiser agarrar nos brinquedos.

Já disse a primeira palavra! -entre os 12 e os 13 meses

Em alguns casos é difícil dizer qual é a primeira palavra. Entre o palrar constante do bebé, de repente parece que quis mesmo dizer mãe! Noutros casos, é inequívoco. O bebé disse papá, quando estava a olhar para o pai! A primeira palavra é uma emoção. Que costuma acontecer entre os 12 e os 13 meses, mas pode acontecer muito antes ou muito depois. Mais uma vez, não há razão para preocupações.
Já anda! - entre os 12 e os 15 meses
Os primeiros passos sozinho são um marco muito importante. Marcam o fim de uma fase e o início de outra. Livre das conquistas da mobilidade e do controlo corporal, o bebé está pronto para novas aventuras, como a da linguagem e a da socialização. Comece por andar segurando as duas mãos do bebé, depois só uma quando se equilibrar melhor, depois só precisará de agarrar num dedo seu. Até que terá equilíbrio e confiança para andar sozinho. Se ele não achar piada a esta actividade, não force. Andará quando lhe apetecer e sobretudo quando estiver preparado.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Cleebo para limpar o nariz do bébé.

Uma nova arma contra a sujidade do nariz!!
parece-me realmente muito util mamãs!!
Se não descansa enquanto o nariz do seu filho não está completamente limpo, esta novidade vai agradar-lhe.  Cleebo é a invenção do sec. XXI no mundo da puericultura

Eis o equipamento que faltava a todos os pais cuidadosos e preocupados com a higiene dos seus filhos. A célebre frase «Tira o dedo do nariz!» pode agora ter um complemento comprovado cientificamente: «Tira o dedo do nariz e deixa-me fazer isso com o Cleebo!»
Trata-se de uma espécie de pinça desenhada especificamente para o efeito, com as pontas protegidas por acessórios de silicone coloridos que evitam magoar a mucosa do nariz.
Os criadores do novo instrumento de higiene são um casal britânico que se viu confrontado, há quatro anos, com a ineficácia das soluções existentes no mercado para remover ranho seco das narinas da filha de quatro meses.
O produto está a ser comercializado desde Maio. Segundo pode ler-se no site, são muitos os pais agradecidos pela invenção e também aqueles que confessam já terem usado armas pouco seguras na batalhas contra os «macacos».

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Baby Clic BERÇOS

Vi estes  berços e tinha de publicar são o máximo!!!
Baby Clic aposta no design, na cor, na inovação, na segurança e na comodidade.

 Baby Clic é uma marca de complementos e acessórios para bebé. A marca oferece um conceito novo e original, onde o design de cores têxtil e minimalista se combinam para oferecer bolsas de maternidade e berços que se distinguem pelo seu design único que capta a atenção das famílias. Os berços Baby Clic, renovam o conceito estético tradicional dos berços, mantendo a funcionalidade e segurança, fazendo jus à empresa que os produz, que se tornou uma referência a nível internacional.

RETIRADO DE: http://bebeconfortcoimbra.com/

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

BABIES o novo filme a não perder!!


Este filme esta demais!!!
4 bébés em 4 lugares do mundo e o seu crescimento!!

Todo mundo ama? Bebés. Este é o trailer do documentário Babies que, durante 79 minutos, retrata a vida de 4 bebés (Bayar, Ponijao, Hattie e Mari) em diferentes locais do mundo (Mongólia, Namíbia, São Francisco e Tóquio). 
O filme foca a cultura, as condições e o local em que os bebés crescem. Ao longo do documentário, assiste-se às descobertas que os bebés vão fazendo e aos pequenos grandes milagres que, de um modo ou outro, se dão na vida de todos eles.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

a TENTAR...

cá vamos nós ...
mais um mês....
já fez 1 ano...
sempre a tentar...
com vontade de ganhar...
uma FoRMiGuInHa para nos Alegrar!!

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Se quer engravidar, não se enerve..

"O stress condiciona a fertilidade feminina. Se quer engravidar, saiba que a tranquilidade é uma aliada."


A quem o dizem!!
mas é realmente dificil não ficar com stress...mas cá continuamos a tentar!!
aqui vai a noticia: 

Elevados níveis de stress condicionam a concepção, segundo um estudo realizado na Universidade de Oxford. Foram medidas as hormonas associadas ao stress (adrenalina e cortisol) em 274 mulheres, com idades entre os 18 e os 40 anos, que estavam a tentar engravidar naturalmente. Pela primeira vez ficou demonstrado que o stress diminui as probabilidades de concepção. As mulheres com os mais elevados níveis de adrenalina, demonstraram ter menos 12 por cento de hipóteses de engravidar nos dias férteis, quando comparadas com as mulheres cujos níveis daquela hormona eram mais baixos. Em relação aos níveis de cortisol (a hormona do stress crónico) não foram detectadas diferenças.
Os resultados fazem parte de um estudo maior que procura avaliar a influência de vários factores (tabaco, álcool, cafeína) na fertilidade feminina e foram publicados no jornal Fertility and Sterility.
Os autores do estudo recomendam aos casais que querem engravidar o máximo de tranquilidade. Sessões de relaxamento ou ioga podem ter um efeito benéfico.
 

domingo, 15 de agosto de 2010

Embriões trocados

vi esta noticia e resolvia publicar á com cada coisa minha nossa!!!

Um erro num tratamento de fertilidade conduziu a que uma mulher tenha estado grávida de um bebé que não era seu. Depois de nascer, este foi entregue aos pais biológicos.

Um pesadelo. É assim que a americana Carolyn Savage, de 40 anos, descreve a situação em que se viu depois de fazer um tratamento de reprodução medicamente assistida. Em Fevereiro, o seu marido Sean transmitiu-lhe aquilo que lhe havia sido dito por um responsável da clínica à qual tinham recorrido: uma troca de embriões resultou numa gravidez em que o filho pertencia biologicamente a outro casal.

O bebé, um rapaz, nasceu no final de Setembro. Carolyn e Sean, que já são pais de três crianças, decidiram entregá-lo aos seus pais biológicos, com sinceras felicitações.
Carolyn afirmou que não se lembra de alguma vez ter chorado tanto e revelou que, de certa forma, se sentiu violada.
 

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Britânica consegue ter filho após 18 abortos espontâneos

Uma mulher que sofreu 18 abortos espontâneos conseguiu realizar o sonho de se tornar mãe, após submeter-se a um tratamento especializado em Epsom, Londres. Angie Baker, de 33 anos, descreveu como um «pequeno milagre» a sua filha Raiya, que nasceu a 9 de Dezembro. «Parece um sonho. Ela é perfeita em todos os sentidos», disse Angie. Angie estava a tentar ter filhos desde os 20 anos de idade, mas todas as vezes que engravidou sofreu abortos espontâneos entre as cinco e oito semanas de concepção. «Emocionalmente, era uma montanha-russa. Todas as vezes que eu ficava grávida alimentava a esperança de que 'é agora'», contou. «No fundo, eu sempre pensei que era um problema pequeno que tinha cura.» Angie recebeu tratamento para um subtipo de leucócitos, os glóbulos brancos presentes no sangue e responsáveis pela defesa contra microrganismos.
Utilizando testes disponíveis apenas em Epsom, Liverpool e Chicago, o médico Hassan Shehata, do hospital da Epsom and St. Helier University, descobriu que Angie tinha uma alta incidência das chamadas células NK (do inglês «natural killers», ou seja, células exterminadoras naturais).
Essas células defensivas atacavam o feto, confundindo-o com um corpo estranho.
O médico, que supervisiona pacientes de diversas partes do mundo, disse que só conhecia, de leitura, um caso no qual uma mulher sofrera tantos abortos quanto Angie.
«Dezoito abortos espontâneos é um grande número. É mais fácil ter a sorte de ganhar na lotaria que o azar de ter 18 abortos espontâneos», comparou.
Segundo ele, os abortos espontâneos afectam uma em cada cinco mulheres grávidas. A hipótese de passar por essa situação duas vezes é uma em 25, e cinco vezes, uma em 15 mil.

A piscina dentro do rio em BERLIM

O Badeschiff (“bote de banho”); chama muito atenção na cidade de Berlim na Alemanha;  se trata de uma piscina pública construída dentro do Rio Spree junto à famosa infraestrutura cultural Arena. A inusitada piscina foi construída com base em uma embarcação de transporte de 30×8 metros; retirada a parte superior e instalado um novo perfil para as tubulações, filtros, e braços metálicos.
A piscina mantém a temperatura de 24º C e você tem a experiência de nadar na água aquecida, bem pertinho do rio de águas geladas. A idéia do projeto foi da artista alemã Susanne Lorenz.



No Verão funciona exclusivamente como piscina; no Inverno é-lhe colocada uma cobertura e acrescentada uma sauna com áreas de descanso com redes, bares com DJs e pista de dança que funcionam das 8 horas à meia-noite na alta temporada.

Site: http://www.arena-berlin.de/badeschiff.aspx

 

sexta-feira, 30 de julho de 2010

FERIAS (2ª parte)

Bem estas férias foram mesmo BOAS!!
há se foram deram para retemperar o corpo e a alma...
depois de LONDRES e BERLIM, foi a vez de rumar-mos á SUIÇA!!
chegamos a Geneve bem, á noitinha e fomos de seguida para Lausanne, uma cidade na montanha com o LAC LEMAN ao fundo e o MONT BLANC em  tela de fundo, uma zona maravilhosa, uma paisagem linda de cortar a respiração.
Mas o melhor estava para vir, e para nossa surpresa, BERNA foi uma agradável surpresa, ai se foi...
ficamos com um amigo o FABIAN que vive numa casa tipicamente suiça com o seu telhado inclinado,
O RIO aare é lindo envolve a cidade, e a sua cor azul tuquesa não dá para resistir e parar de olhar, é lindo de mais, uma deleite da natureza.


a ver se tenho tempo para seleccionar umas fotos nossas para postar mais tarde :):):):)
tiramos tantas, minha nossa, era tanta coisa ao mesmo tempo, paisagem, rever amigos, familia uma aventura de viagem!!

segunda-feira, 26 de julho de 2010

E depois ...FÉRIAS!!!!

depois de um mês de trabalho...e que trabalho....de dar em doida mesmo....e com direito a directas e tudo!!

depois da tempestade vem a bonança.

e a verdade é que fomos de Férias dai esta grande ausência no mês de Julho!!
e forma umas férias em grande!!! 
ai se foram!!

começamos pelo começo claro...lol
primeiro partimos rumo a nossa Royal Majesty the Queen Elisabeth estivemos na antiga e moderna Londres, foi muito bom apesar das "milhas" que andamos, até valeu perdemos um kilinhos...e ficamos com o bichinho de andar e da natureza!!! adoramos a LONDON TOWER, o BIG BEN, a WESTMINSTER ABBY, o LONDON EYE, TRAFALGAR SQUARE, o BUCKINGAM PALACE e muito mais, forma tantos sitios que precisava de escrever um testamento e depois fica aborrecido...
e este post já vai longo!!ficamos com uns amigos maravilhosos que nos deram um tecto maravilhoso para ficarmos.


de seguida lá fomos rumo á capital da Bola, da bela, saborosa e magnifica BERLINER!!
BERLIM essa bela cidade, apesar de termos ficado pouco tempo amámos tudo que experienciamos e vivemos, apenas 3 dias mas muito bem passados com amigos e muita caminhada, vimos como a cidade foi afectada pela guerra o famoso MURO DE BERLIN, a  Alexanderplatz, Brandenburger Tor, Berliner Dom  e muito mais, uma bela piscina no meio do rio foi algo que adoramos!! em Badeschiff, Berlin.

(continua no próximo post)

quarta-feira, 30 de junho de 2010

tanta coisa para dizer.....


pois é o mÊs de Junho foi daqueles para esquecer!!!
não tive tempo nem para me coçar....até dia 29 de Junho estive com um projecto novo, um trabalho que era aminha cara e não podia dizer que não...
.mas deu cá um tabalhão...
ai se deu...mas valeu a pena,
fiquei com aquela sensação de dever cumprido e parece que afinal o "bichinho" ainda por cá anda, ainda tenho jeito para a coisa :)

terça-feira, 15 de junho de 2010

descanso precisa-se!!

a descansar ...dormi mal esta noite quero a minha caminha!!!

segunda-feira, 14 de junho de 2010

segunda-feira...


Segunda - Feira aquele belo dia, que tanto anseio....grrrrrrrrrrrrrrrr...
é que custa coo sei lá....ainda por cima depois de me ter deitado tardissimo, minha nossa..
mas quem é que inventou a Segunda?? porque não passamos logo para sexta!!
aliás deviamos era trabalhar 2 dias e descansar 5 isso é que era!!
qual PEC qual quê!!!

domingo, 13 de junho de 2010

Parabéns!!


Parabéns Mãe!!!
dia de Santo António é sempre dia de festa porquê?? porque mesmo sem as festas de Lisboa temos sempre anos lá por casa!!!
este ano como sempre, gosto de inventar um cadinho e fingi que lhe ofereci uma pinça para a salada que ela andava á procura á séculos, claro que se riu mas achou uma prenda estranha...lol...e ainda por cima dentro de um saco de perfumaria e ela a pensar num perfume maravilha....sou mesmo mazinha....lol...

mas afinal foi uma roupita que bem estava a precisar!!

sábado, 12 de junho de 2010

filmes...


para matar a barriga de misérias fomos ver 2 filmes!!!eheheh..pois é 2 dias seguidos!!
primeiro fomos ver Principe da Pérsia e depois Sexo e a Cidade 2 que adorei, esta demais aquela Samantha é um must!!!

terça-feira, 8 de junho de 2010

"gravidade"

 
estou de rastos, isto tem sido umas semanas daquelas, é o trabalho que esta a apertar cada vez mais, tem sido horas extra todos os dias, esta a dar comigo em doida, mas sabe bem quando fazemos o que gostamos, não me posso queixar muito...
mas uma coisa é bom, não pensar tanto na "gravidade" da situação, mais um mês passou e nada....a "monstra" lá desceu...continuamos em contagem sempre a somar mais um mês, e estamos quase a fazer 1ano de tentativas...
vamos ver como será para a frente....

domingo, 6 de junho de 2010

saida URGENTE....


Pois é na Quinta feira soubemos que o Avô do N. tinha tido um AVC no dia 2 de manhã, ficamos em choque sem mais noticias, e pelo que nos disseram as 48 horas seguintes são criticas ou superava ou, bem nem queriamos pensar nisso mas tinhamos de ir ve-lo mas como esta no alentejo tivemos de nos por a caminho...
Ainda bem que superou e esta a recuperar bem, mas ficou com o lado direito apanhado, mas já movimenta bem!!
mas ainda vai passar umas semanas no hospital...apesar de termos passado o fim de semana no Hospital, viemos mais descansados.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Barrigas de Gesso

já ouviram falar de Barrigas de Gesso??
achei a ideia espectacular!!
e ficam lindas decoradas